Cárie do Trigo

  • Sintomas

  • Causador

  • Controle biológico

  • Controle químico

  • Medidas preventivas

Cárie do Trigo

Tilletia tritici

Fungo


Resumo

  • As espiguetas parecem engorduradas, com traços verde-escuros.
  • Quando espremidos, os grãos infectados revelam esporos pretos que têm cheiro de peixe podre.
  • As plantas infectadas podem apresentar um crescimento atrofiado e espiguetas com arístas reduzidas.

Hospedeiros(as):

Trigo

Centeio

Cevada

Sintomas

A primeira evidência de contaminação ocorre pouco antes da polinização das flores. Espiguetas infectadas parecem engorduradas, com uma tonalidade verde-escura. A casca das sementes não é danificada, mas o interior é substituído por uma bola de pó preto semelhante a uma cárie. Estes grãos são aproximadamente do mesmo tamanho e forma dos normais, mas são marrom-acinzentados. Quando espremidos, eles revelam uma massa de esporos pretos que cheira a peixe podre. As plantas de trigo infectadas podem ser ligeiramente mais baixas que as saudáveis. Suas espiguetas têm arístas menores ou não as têm. Normalmente, todos os grãos da espiga são afetados, mas não necessariamente todas as espiguetas de uma planta.

Causador

Os sintomas são causados pelo fungo Tilletia caries, que persiste em forma de esporos dormentes nas sementes e no solo por até dois anos. Em áreas onde os esporos estão presentes no solo, a maioria das contaminações começa em estágios muito iniciais do desenvolvimento das plantas, logo após a germinação. O fungo também pode infectar brotos jovens de trigo pouco antes de emergirem do solo, através de filamentos infecciosos. Depois, eles colonizam gradualmente os tecidos internos das plantas à medida que elas crescem, até atingirem as inflorescências e os grãos. Alguns dos grãos danificados se rompem durante a colheita e liberam novos esporos que se espalham pelo solo através de correntes de ar, iniciando um novo ciclo. As sementes restantes são colhidas e podem se tornar vetores para futuras contaminações. As condições ideais para a germinação dos esporos são temperaturas de solo entre 5 e 15 °C.

Controle biológico

Tratar os campos com leite em pó desnatado, farinha de trigo ou algas em pó misturados com água pode eliminar quase totalmente o T. caries. O tratamento das sementes em água morna (45 °C) por 2h antes da semeadura elimina os esporos.

Controle químico

Sempre considere uma abordagem integrada com medidas preventivas e tratamentos biológicos, se disponível. Fungicidas de contato e sistêmicos (que se movem no interior das mudas), como tebuconazol, benzimidazol, fenilpirrol e triazol são eficazes para proteger as sementes contra o T. caries.

Medidas preventivas

  • Plantar o trigo de inverno precocemente, quando a temperatura do solo está acima de 20 °C, resulta em quase nenhuma contaminação.
  • Pela mesma razão, plante o trigo de verão o mais tarde possível.
  • Utilize variedades resistentes e verifique se as sementes têm a certificação adequada.
  • Pratique a rotação de culturas conforme recomendado.
  • Utilize ferramentas de trabalho esterilizadas ao trabalhar em diferentes campos.