Vírus do Mosaico da Soja

  • Sintomas

  • Causador

  • Controle biológico

  • Controle químico

  • Medidas preventivas

Vírus do Mosaico da Soja

SMV

Vírus


Resumo

  • Um padrão de mosaico nas cores verde-escura e verde-clara surge nas folhas.
  • As folhas enrugam e se enrolando para baixo.
  • Ocorre a desfolha, atrofiamento das plantas, redução no número e tamanho das vagens.

Hospedeiros(as):

Soja

Sintomas

As plantas podem ser infectadas a qualquer momento. Variedades resistentes não apresentam sintomas. Em variedades suscetíveis, os estágios iniciais da contaminação se caracterizam pela formação de um mosaico verde-escuro e verde-claro nas folhas jovens em rápido crescimento. Posteriormente, estas folhas ficam muito manchadas, enrugam ao longo das nervuras e se enrolam para baixo. Depois ocorre a desfolha, atrofiamento das plantas e a redução no número e tamanho das vagens. Os sintomas são mais intensos em períodos de clima frio, e não são detectáveis a temperaturas acima de 32 °C.

Causador

O vírus tem uma ampla gama de hospedeiros, incluindo ervilhas, feijões e muitas ervas daninhas. O patógeno é transmitido por afídeos e sementes infectadas, e pode sobreviver em plantas hospedeiras localizadas nas proximidades. Contaminações nos estágios iniciais de desenvolvimento podem causar perdas de produção, sementes com qualidade prejudicada e redução na germinação e nodulação das sementes. Contaminações tardias são menos severas. Campos bastante fertilizados, com alto potencial de produção e alta densidade de afídeos favorecem a transmissão do vírus.

Controle biológico

Desculpe, nós não conhecemos nenhum tratamento alternativo contra o Vírus do Mosaico da Soja. Por favor, entre em contato conosco caso você saiba de algum que possa ajudar a combater esta doença. Aguardamos seu contato.

Controle químico

Sempre considere uma abordagem integrada com medidas preventivas e tratamentos biológicos, se disponível. Não é possível realizar o tratamento químico de doenças virais. O uso de inseticidas para controlar a população de afídeos e reduzir a disseminação do vírus não é eficaz.

Medidas preventivas

  • Certifique-se de utilizar sementes certificadas livres do vírus.
  • Utilize variedades resistentes ou tolerantes.
  • Se possível, siga programas de plantio precoce.
  • Não faça a rotação de soja com outras plantas hospedeiras do vírus.
  • Controle a presença de ervas daninhas nos campos e arredores.
  • Não fertilize seus campos em excesso durante os estágios iniciais de desenvolvimento das plantas.